Resenha: Garota exemplar – Gillian Flynn

Oi Gente, tudo bem?

Ai vamos falar logo desse livro deuso que está tirando o meu sono. Valha-me senhor! Essa resenha vai ficar enorme.

DSC00674

Porque eu li: Eu e toda via láctea já ouvimos falar de como a Gillian Flynn é maravilhosa. Esse livro em particular ficou bem famoso por causa do filme, e eu nunca tinha tido vontade de ler/assistir. No entanto, eu acabei comprando o “Objetos Cortantes” por indicação, e pensei: por que não ler garota exemplar se todos falam tão bem? Aí minha curiosidade falou mais alto e eu peguei o filme pra assistir com meu namorado. Aí antes de a gente assistir, eu decidi que tinha que ler o livro primeiro senão não iria querer mais ler depois de ver o filme. Aí depois de acalmar a libriana dentro de mim (e convencer o meu namorado, que já estava pronto e convencido de assistir o filme, a me esperar ler o livro), eu comprei o livro e li. =)

Como eu li: Eu li na versão física publicada pela Intrínseca. O livro é bem grandinho e tem 443 páginas. Só tenho uma reclamação dessa edição. Eu queria a edição que combinava com a capa de objetos cortantes e esta não exite mais. A editora mudou a capa para a capa do filme e eu odeio isso! Se não quisesse tanto ler não iria ter comprado.

DSC006791

O espaço: O espaço é muito importante nesse romance em particular. A história se passa em uma cidadezinha do interior de Missouri, North Carthage, onde o personagem de Nick Dunne nasceu.

A história: Nick Dunne está um pouco cansado do seu casamento, mas nada demais. Ele continua convivendo com Amy em uma casa no interior do Missouri pra onde ele e a esposa novaiorquina se mudaram quando sua mãe ficou doente. No dia de seu quinto aniversário de casamento Nick sai de casa de manhã e recebe uma ligação rotineira do vizinho fofoqueiro de que a porta de sua casa está aberta. Nick não leva muito a sério, mas ao chegar em casa Amy não está e a sala se encontra completamente revirada. Nick chama a polícia e começa então a lidar com o caso de sua esposa perfeita e exemplar que sumiu, mas ele parece ser o único que não sente a mínima falta dela, e isso gera suspeitas.

DSC00676

Personagens:

Nick Dunne é um garoto do interior que se muda para Nova York para seguir a carreira de jornalista. Ele conhece Amy Elliott em uma festa e os dois acabam se casando. No começo, o casamento é um sonho, mas após alguns anos e uma crise da qual os dois saem desempregados, as coisas começam a mudar um pouquinho. Eles são então obrigados a se mudarem para o Missouri para cuidar da mãe de Nick que tem câncer e do pai que está internado em um asilo. O casamento então chega a um ponto em que Nick está insatisfeito e ausente. No entanto, somente ele parece conhecer sua esposa a ponto de saber que ela não é tão exemplar quanto os outros a enxergam.

É uma época difícil para ser uma pessoa, apenas uma pessoa real, de verdade, em vez de uma coleção de traços de personalidade escolhidos de uma interminável máquina automática de personagens.

[…] Chegara ao ponto em que parecia que nada importava, pois não sou uma pessoa de verdade, ninguém mais é. Eu teria feito qualquer coisa para me sentir normal novamente.”

DSC006791

Amy Elliott Dunne é uma garota perfeita de Nova York. Ela é rica, bonita e um modelo de como as outras garotas deveriam ser. Tanto que seus pais psicólogos fizeram carreira com uma série de livros chamada “Amy Exemplar” nos quais apresentam situações banais no dia a dia e uma protagonista impecável que sempre as resolve de maneira ideal, baseada em sua filha. No entanto, Amy é uma garota comum e se sente na sombra daquela personagem tentando ser sempre perfeita e agradar a todos a sua volta repreendendo a sua própria personalidade.

“[…]Gostaria que meus pais não estivessem recebendo um tratamento tão especial.[…] Sei que deveria ter pena deles, mas não tenho. Nunca fui para eles mais que um símbolo, o ideal vivo. Amy Exemplar de carne e osso. Não faça besteira, você é a Amy Exemplar. Nossa única. Há uma responsabilidade injusta que vem com o fato de ser filha única – você cresce sabendo que não tem o direito de desapontar, não tem nem o direito de morrer. Não há um substituto por perto; é você. Isso a torna desesperada para ser impecável, e também a deixa embriagada de poder. É assim que déspotas são feitos.”

Desenvolvimento: No decorrer da história, vemos Nick Dunne tentando lidar com a polícia e a mídia por causa do desaparecimento de Amy. Nick por ser o único que via a sua esposa do jeito que ela realmente era (não perfeita), acaba não sofrendo como os expectadores do caso esperariam de um marido que perdeu a esposa. Várias mentiras e comportamentos inapropriados acabam o transformando em principal suspeito. Paralelamente, acompanhamos entradas de Amy em seu diário achado pela polícia, no qual ela narra acontecimentos desde quando o casal se conheceu, até as crises mais recentes do seu casamento. Aos poucos, vamos descobrindo que um casamento aparentemente normal com alguns problemas é na verdade bem mais conturbado interiormente.

DSC00679

O que eu achei: Achei o livro sensacional. Os personagens são muito bem construídos e de uma complexidade incrível, tanto que foi muito difícil escrever o tópico de personagens desta resenha porque eu simplesmente não consigo colocar nem o Nick nem a Amy dentro de uma caixinha e falar: ah eles são isso e isso, assim e assim. Eles são personagens completamente “outside the box“, e seus comportamentos não são nada previsíveis. Eu não achei a história tão surpreendente assim, mas acho que é porque eu já sabia o que estava por trás do desaparecimento. No entanto, acho que quem está lendo sem nenhum “spoiler” irá se surpreender com a segunda parte do livro. Mesmo quem já sabe que tem alguma coisa errada, se surpreenderá com o calculismo da situação e a construção desse mistério.

Considerações finais: O livro tem personagens maravilhosamente bem construídos e pra mim isso fez o livro. A história e o final surpreendem não por serem incrivelmente originais, mas pelo comportamento inesperado dos personagens. Também gosto como a Gillian Flynn vai revelando aos poucos os segredos e defeitos do casamento dos dois e de suas personalidades. Esse livro é muito intrigante e nos faz pensar em o quanto realmente podemos conhecer as pessoas e como diferentes pessoas podem ter uma ideia tão diferente da personalidade de alguém. Além de o quão complexas e ímpares as pessoas são. Os personagens que lemos, geralmente, são esteriótipos ou estereotipados, “o invejoso”, “o herói”, “o diferente”, mas ninguém é assim na vida real, somos plural. Pra mim a Gillian Flynn conseguiu mostrar o quanto personagens bem construídos são essenciais em um romance. E não se assustem, mas apesar dos pesares, me identifiquei muito com a Amy.

Eu amei o livro e dei 5 estrelas. Não tenho palavras mais para exaltá-lo rsrsrs. Então simplesmente leiam.

DSC00670

************EXTRA************

O Filme: Eu não gosto muito de comparar filmes com livros, porque pra mim eles são outra coisa. Eles tem outro objetivo, outro público, outro suporte, outro meio, completamente diferente.

Só vou comparar aqui porque na mesma noite que eu terminei o livro corri para assistir ao filme. Eu gostei sim do filme e da adaptação, mas preferi o livro. Achei o filme um pouquinho tendencioso para o lado do Nick. Dá muitas explicações para coisas “erradas” que ele fez que não tem no livro. Mas vale a pena assistir, Rosamund Pike está ótima como Amy. Me disseram antes que o final do filme é diferente, mas não é. Algumas coisinhas no decorrer do filme foram mudadas sim e o clímax do final foi um pouco mais chocante por ser outro meio como eu já disse, mas não acho que esse final prejudicou a adaptação mais do que o aspecto tendencioso do filme que me desagradou um pouco.

Vocês já assistiram/leram Garota Exemplar? Deixem sua opiniões para discutirmos nos comentários.

Beijos e Feliz Halloween. jack-icon

Anúncios

3 pensamentos sobre “Resenha: Garota exemplar – Gillian Flynn

  1. Pingback: Os Melhores de 2015 | Imagine Labirintos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s