Resenha: O Oceano no Fim do Caminho #AllAboutGaiman

Olá gente,

DSC00840

Sabe aquele autor que só de você ouvir falar você já sabe que é a sua cara? Eu sempre achei isso do Neil Gaiman. Toda vez que alguém fala dele ou que eu vejo um história interessante, ele está de alguma forma envolvido. Meu primeiro contato com o autor foi por meio do filme Coraline, embora eu já o conhecesse antes. Eu li Coraline (já teve resenha aqui no blog) o ano passado, mas como eu já conhecia a história e já gostava não considerava como “ter lido Neil Gaiman pela primeira vez”.

Até que o projeto da May do All About That Book e uma promoção ótima na Amazon me deram o empurrãozinho que faltava.

Porque eu li: Eu li porque Neil Gaiman e Stephen King são escritores que tem tudo a ver comigo e que eu sempre enrolei pra pegar (SHAME ON ME). Mas, o projeto All About Gaiman e este livro foram o empurrãozinho final pro meu carrinho da Amazon estar atualmente com 150,00 reais de Neil Gaiman.

Como eu li: Eu li a versão física e em português publicada pela Intrínseca em 2013. E já estou “relendo” por meio do audiobook que é narrado pelo próprio Neil Gaiman (apaixonada <3).

O espaço: A história se passa em Sussex na Inglaterra.

DSC00839

A história: O nosso personagem principal, o qual não sabemos o nome, já um homem de meia idade,  retorna a sua cidade natal para um funeral, de alguém que também não sabemos quem. Ao cumprir suas obrigações na cerimônia, ele decide sair um pouco daquele ambiente e ir dirigir pelas ruas da cidade. Seu caminho sem rumo acaba o levando a um estradinha que acaba em uma fazenda com um lago. Ao se deparar com o lago, ele começa a se lembrar de aventuras que ele viveu com sua amiga Lettie que morava ali quando ele tinha 7 anos. Lettie a quem desde aquela época ele não volta a ver e que chamava aquele lago de oceano.

Personagens:

Narrador – o personagem principal é um garoto muito solitário e tímido, que prefere a companhia de livros à de pessoas. Ele mora junto com a mãe, o pai e a irmã, com os quais ele não se dá muito bem. Ele é uma criança bem observadora e perspicaz.

As mulheres Hempstock – Lettie Hempstock, sua mãe e sua avó moram na fazenda do fim da estrada. Elas são bem excêntricas, e logo quando as conhece, o narrador já percebe que algo de estranho e espetacular ronda essas mulheres, que parecem saber e entender tudo que acontece a sua volta. Elas tem um jeito completamente singular de ver o mundo e os acontecimentos, e apesar de tudo isso, o narrador se afeiçoa profundamente a essas mulheres, sempre recorrendo a sua ajuda.

DSC00843

Desenvolvimento: O personagem narra alguns acontecimentos que marcaram a sua infância, como a morte de seu gato, a sua festa de aniversário de 7 anos que ninguém compareceu, o fato de, por problemas financeiros de sua família, ele ter de abrir mão de seu quarto para que este possa ser alugado, etc. Mas principalmente como todas essas situações o levam a uma aventura impressionante com Lettie Hempstock e uma criatura cruel.

O que eu achei: A história é de um realismo mágico muito bem construído. Com uma simbologia maravilhosa, que deixa o leitor livre para interpretação e subjetividade; e acho que esse é o motivo porquê várias pessoas amam e várias pessoas odeiam este livro. Não que ele seja difícil de ler, muito pelo contrário, é um livro fácil e leve que pode ser lido em um dia. No entanto, quando chegamos ao final, temos a impressão que não entendemos o que o autor quis dizer, e ao contrário da maioria dos autores contemporâneos, o Neil Gaiman não mastiga e dá a interpretação para o leitor. Pelo contrário, ele deixa a simbologia bem aberta e cabe a cada leitor dar um significado a sua obra. Isso acaba exigindo do leitor uma reflexão mais profunda e uma habilidade de interpretação um pouco mais madura.

DSC00838

Isso pra mim é o que fez o livro magnifico e acredito ser o mesmo motivo pelo qual muitas pessoas odiaram. Mas não me entendam mal, não quero dizer que se você não gostou é porque você não entendeu e é burro ou preguiçoso. Nada disso! Apenas que é um livro singular e que, um pouco semelhante a literatura clássica, exige uma participação maior do leitor do que os livros de ficção mais populares que estamos acostumados.

Considerações finais: Eu amei esse livro porque é aquele livro que em cada detalhe se esconde uma interpretação e uma analogia. Ao mesmo tempo é um livro de camadas, o que quer dizer que você pode lê-lo superficialmente ou ir explorando cada camada de significados que ele pode trazer. Essa história traz uma nostalgia gostosa da nossa infância e mostra como cada experiência pela qual passamos tem um peso na nossa vida. O autor trabalha a visão fantástica que uma criança tem dos acontecimentos ao seu redor que ela não entende, ou que são muito fortes para serem entendidos. O caráter fantástico e perturbador da história pode não agradar a todos, e por isso mais de um vez a May disse que não recomenda este livro para quem está entrando em contato pela primeira vez com o autor, ou que não gosta muito de realismo fantástico e excentricidade. No entanto, eu “conheci” Neil Gaiman por essa história e não podia ter dado mais certo. Eu dei 5 estrelas e favoritei, mal posso esperar para ler mais de Neil Gaiman.

DSC00841

E vocês leitores? Já leram esse livro? Têm vontade de ler? Ou alguma outra história do Neil Gaiman. Me deixem seus comentários e sugestões.

Beijos e até o próximo.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Resenha: O Oceano no Fim do Caminho #AllAboutGaiman

  1. Pingback: Os Melhores de 2015 | Imagine Labirintos

  2. Pingback: 5 livros que você não leu, mas deveria ter lido. | Imagine Labirintos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s